Manejo da Cafeicultura de Montanha – Praticas com Menor Custo e Maior Eficiência

Matricule-se agora
R$ 299,90 à vista ou em até 12x
    Avaliação
  • Manejo da cafeicultura de Montanha
    • Material de Apoio
    • Aula 01 - A importância da Cafeicultura de montanha - características, plantio e formação do cafezal
    • Aula 02 - Escolha das variedades, limpeza das áreas, abertura dos carreadores e de micro-terraços
    • Aula 03 - Abertura e preparo dos sulcos/covas, sua adubação/correção e preparo de mudas.
    • Aula 04 - Plantio, replantio e cuidados na formação da lavoura
    • Aula 05 - Tratos na lavoura adulta - Parte I
    • Aula 06 - Tratos na lavoura adulta - Parte II
  • Avaliação
  • Avaliação
    • FICHA DE AVALIAÇÃO PLATAFORMA PROCAFÉ

Descrição do curso

Em regiões montanhosas, dificilmente existem alternativas para prática agrícola que deem bom retorno ao produtor rural, sendo a cafeicultura, uma das poucas que, neste tipo de topografia, com a aplicação de técnicas de manejo adequadas, pode gerar bons resultados. Deste modo, este curso tem como objetivo apresentar as melhores práticas quando se trata de cafeicultura de montanha, abordando as características das regiões produtoras, em termos de clima, solo, topografia, escolhas das áreas, das espécies e variedades a se cultivar, adoção de espaçamentos mais propícios, cuidados na preparação das áreas, no plantio e formação dos cafezais e tratos culturais diferenciados na nutrição, nas podas, no controle de pragas e doenças, além da colheita e preparo do café de montanha.

Categoria: Cultura de Café

Informações gerais

Conteúdo
  • Aula 01 - A importância da Cafeicultura de montanha - características, plantio e formação do cafezal
  • Aula 02 - Escolha das variedades, limpeza das áreas, abertura dos carreadores e de micro terraços
  • Aula 03 - Abertura e preparo dos silvos/covas, sua adubação/correção e preparo de mudas.
  • Aula 04 - Plantio, replantio e cuidados na formação da lavoura
  • Aula 05 - Tratos na lavoura adulta - Parte I
  • Aula 06 - Tratos na lavoura adulta - Parte II
Objetivo

Este curso tem por objetivo apresentar as práticas e manejo da cafeicultura em regiões montanhosas, apresentando  alternativas para práticas agrícolas que deem bom retorno ao produtor rural. Deste modo, este curso tem como objetivo apresentar as melhores práticas quando se trata de cafeicultura de montanha, abordando as características das regiões produtoras, em termos de clima, solo, topografia, escolhas das áreas, das espécies e variedades a se cultivar, adoção de espaçamentos mais propícios, cuidados na preparação das áreas, no plantio e formação dos cafezais e tratos culturais diferenciados na nutrição, nas podas, no controle de pragas e doenças, além da colheita e preparo do café de montanha.

Público-alvo

Produtores de café, técnicos agrícolas, estudantes de agronomia, agrônomos 

Metodologia

Exclusiva Cresça Mais ®

Certificado

O Certificado será emitido após feita a conclusão de 100% das aulas.

Professores

José Braz Matiello

Graduado em Eng. Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa, em 1965. Trabalhou inicialmente no Ministério de Agricultura como pesquisador, por 8 meses e logo no Instituto Agronômico de Campinas, também como pesquisador, por 2 anos, publicando 7 trabalhos sobre virologia de plantas. Entrou no Instituto Brasileiro de Café (IBC), em 1968, por concurso, em primeiro lugar, como Engenheiro Agrônomo, sendo responsável pela equipe de pesquisa e assistência técnica do Órgão, coordenando uma equipe de mais de 400 técnicos, no planejamento e execução do Plano de renovação e revigoramento de cafezais, que implantou cerca de 2 milhões de hectares de novas lavouras no Brasil e do Plano de pesquisa e de controle da ferrugem do cafeeiro. Nesse período também foi responsável pela criação de 12 fazendas experimentais e pela coordenação e execução das 45 edições anuais do Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. Durante os últimos 32 anos no IBC foi chefe do Departamento de Pesquisas Tecnológicas.  Aposentado do IBC, entrou para o Ministério da Agricultura, Programa PROCAFÉ e para a Fundação Procafé, um programa de apoio tecnológico à cafeicultura, em convênio com as Cooperativas de Cafeicultores, onde trabalha desde 1992 até o presente. A vasta produção intelectual sobre cafeicultura foi difundida através de 21 livros publicados, 127 boletins técnicos, 1987 trabalhos de pesquisa, mais de 3000 palestras, organização e ministração de mais de 450 aulas em cursos, assessorias técnicas em quase todos os países cafeeiros, no Continente Americano (Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Nicarágua, Bolívia, México, Venezuela, na África, Ásia e Oceania (Missão de ajuda em 2 viagens ao Timor Leste). Foi consultor da FAO, com missões de ajuda em vários países cafeeiros. Participou de viagens de estudo a diferentes países africanos, (Kênia, Tanzânia, Angola e Moçambique) e na Europa (Itália, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Portugal). Foi editor da revista Coffea e mantem os programas Procafé Online e Procafé atende.  Dá consultoria em um grande número de fazendas, para desenvolvimento de cafeicultura em diferentes regiões do Brasil. Criou mais de 20 novas variedades de café com resistência à ferrugem. Em resumo, trabalha com cafeicultura há 52 anos, nas áreas de pesquisa, desenvolvimento e difusão de tecnologia.

Comece agora

Matricule-se agora
R$ 299,90 à vista ou em até 12x
Lean easy resize.com